top of page

Cursar aviação nos Estados Unidos

Salve, Salve people da aviação! Quer voar nos EUA? Já pensou em estudar lá? Acha bacana? Então siga pela taxiway e prepare-se para a decolagem.

Vou abordar neste texto, dicas, caminhos e experiências para quem deseja realizar a formação de Piloto ou apenas fazer horas de voo nos Estados Unidos.

Um pouco da minha experiência...

No final de 2012, tomei uma grande decisão para a minha vida, seguir com os estudos de Piloto, porém dessa vez, nos EUA...

Aos meus 18 anos, eu estava procurando por muitas escolas de São Paulo para a minha profissionalização como piloto de avião, porém devido ao alto custo das horas de voo aqui no país, resolvi buscar outras oportunidades que me trariam a mesma capacitação ou melhor, mas com um orçamento aproximado. Então lá fui eu, investindo vários minutos do meu tempo à procura de conselhos de pessoas que já viveram fora, e atrás de escolas para estudar nos EUA. Após muita caça, conheci uma pessoa que já trabalhava no setor e ainda melhor, ao lado de uma escola de aviação, na Flórida!

 Essa pessoa então, passou a me ajudar nos contatos com a escola, que foi de fundamental importância, antes de me jogar para "um mundo desconhecido". Os contatos com a escola me ajudaram a planejar e muito a minha ida para a Flórida, pois com eles, pude ter todas as informações necessárias para a entrada no país de forma legal , além de poder me planejar financeiramente desde o início.

 Em 2013 lá estava eu, me borrando de medo..., pois era a minha primeira viagem internacional!

 Logo na minha chegada a escola, fui solicitado a recolher as impressões das digitais e a realizar o exame de aptidão física e psicológica. Foi tudo muito rápido!

 No segundo dia já pude iniciar os treinamentos. Fui apresentado ao meu instrutor Kirby H., que logo me apresentou os cursos teóricos de PP da Cessna, que por sinal são muito bons. Depois disso, subimos no avião Cessna 172 SP, realizamos um voo local até Veneci, cidade um pouco mais ao Sul de Sarasota. Após alguns TGL´s, comunicações em inglês, pude mostrar que estava certamente apto a realizar os treinamentos!

 Aproveitando o comentário sobre a comunicação em inglês..., é de extrema importância um estudo prévio antes de se jogar para esse mundo. Um pouco de prática e estudos todos os dias vão te ajudar, você tirará de letra!

 Após muitos estudos através dos materiais online da Cessna - King Schools, pude realizar o meu primeiro exame teórico, que por muita sorte, a escola onde eu estudava tinha uma estrutura homologada pela FAA para a realização da prova. Lá fui eu! Sentei naquela sala estilo Big Brother e tomei a minha primeira bomba! Chupa PP seu filhote de teco teco! Não desanimei, pelo contrário, me fortaleci e chutei o pau da barraca! Chuuuupa!!! É tetra, é treta!!!

 ... mas não paramos por aí....

 No mesmo dia fui questionado pelo meu instrutor se eu estava disposto a realizar o meu checkride no dia seguinte e, de forma bem simples, eu simplesmente peguei o fucking phone e liguei para a FAA para agendar um exame prático. No dia seguinte, me chega um véio muito roots, mas tipo roots mesmo!!!! O cara veio fumando um "cachimbo da paz" , não era da paz, mas era um cachimbo muito doido! Sr. Withman era o nome dele... examinador gente boa, mas que cobrava a bagaça toda no examine oral e no prático.

 Fiz a minhas provas oral e prática deu BOM! Lá estava eu com um endorsement - espécie de aval para a validação do PPA. Durante dias fiquei realizando voos como PIC (Piloto em Comando) com os amigos, visual sem a necessidade de preenchimento de plano de voo. Foi bem divertido!

 Nem tudo são rosas e chegou o início dos estudos IFR, também pelo programa online da Cessna. Diferentemente da forma que se faz aqui no Brasil, IFR e PC no mesmo curso, lá é cursado separadamente.

 Só tenho que elogiar a infraestrutura que os caras criaram para poder voar naquele lugar! Lá não tinha um NDB, só VOR pra cima! Os processos de brief meteorológico e aberturas de plano de voo eram excepcionalmente práticos. 

 Mesmo a Flórida sendo um dos lugares favoritos para os pilotos, devido ao seu predominante céu de brigadeiro e belas paisagens, o mau tempo em uma certa época do ano também se faz presente. Então, também há bons momentos para se realizar voos IFR reais, além de Simulated IFR Flights. DAí o bagulho fica louco e passa a gerar muito aprendizado! Foi tanto aprendizado voando under hood e real que a minha cabeça até cresceu! Zoeira, já sou cabeçudo!

 

 

bottom of page